Nacional

Homem matou esposa, chamou GNR e suicidou-se

Juntos há mais de vinte anos, o casamento terminou nas maiores da tragédia. Em Águeda, um homem de 56 anos terá assassinado a esposa, durante a madrugada deste quarta-feira. Depois, ligo à GNR, assumiu o crime e, de seguido, cometeu suicídio.

A esposa, Dulce Oliveira, completou 45 anos nesta terça-feira, 23 de maio. Após o aniversário, o casal teria discutido, alegadamente porque a mulher pensava no divórcio. Tudo reunido para se ter tratado de um crime de violência doméstica, motivado pelo facto da mulher se querer separar.

Sem aceitar essa decisão, ao que tudo indica, o homem matou a esposa, com várias facadas na parte superior do corpo, de acordo com o jornal Correio da Manhã. Ainda avisou a GNR, por volta das 3h00 da manhã, antes de se enforcar.

“Informou que tinha acabado de matar a sua esposa e que ia suicidar-se em seguida”, revelou fonte da GNR, em declarações ao Jornal de Notícias.

À chegada ao local, a GNR já só pode encontrar os dois cadáveres, do homem, suposto homicida e suicida, e da esposa deste, a primeira vítima desta tragédia.

Entretanto, sabe-se ainda que a investigação já passou para a jurisdição da Polícia Judiciária, que vai agora investigar devidamente este caso que, ao que tudo indica, se terá tratado de violência doméstica, homicídio seguido de suicídio.

De acordo com o jornal Correio da Manhã, há ainda uma carta, que o homem terá deixado para a família, onde supostamente, explicará as suas motivações para este crime.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo