Início Nacional Mãe de Beatriz Lebre envia mensagem à família do assassino da filha

Mãe de Beatriz Lebre envia mensagem à família do assassino da filha

514
0

A mãe de Beatriz Lebre deu as condolências à família do homicida da filha no seu Facebook: “Sirva esta história para corrigir e melhorar os nossos valores. Nunca fui de acordo e continuo ainda a não concordar com a pena de morte (em qualquer circunstancia). Não só porque desejo viver numa sociedade com elevado nível civilizacional , mas também porque não havendo sistemas infalíveis prefiro um culpado livre do que um inocente no corredor da morte”.

“Numa sociedade que não mata quem matou, deveria haver , no mínimo, mais respeito pelas vitimas. Uma sociedade que não mata quem matou nunca deveria preocupar-se em vasculhar imperfeições nas vitimas com intenção de encontrar justificação para a crueldade de um assassino. Numa sociedade que não mata quem matou devia de imediato e incondicionalmente proteger as vitimas. Sirva esta história para corrigir e melhorar os nossos valores”..

“Por isso, as minhas condolências à família de Rúben Couto. Não é possível medir sofrimentos , mas uma morte é uma morte. Quando morre uma criança ou um jovem é sempre uma perda para as famílias como para a sociedade. É perda de património Humano. O valor da vida deve sempre ser o supremo de uma sociedade que se diz de direito e de humanos”.

Segundo a SIC Notícias, o jovem que matou Beatriz Lebre foi encontrado morto esta noite no Estabelecimento Prisional de Lisboa. Apesar de ser vigiado de hora a hora, acabou por pôr termo à vida, naquela que foi a segunda vez que tentou o suicídio.

O jornal Correio da Manhã revelou mais um pormenor sórdido da morte da jovem Beatriz, com o seu homicida a enviar mensagens escritas às amigas da vítima para despistar o crime. As autoridades mostraram à família para saber se era a forma da Beatriz escrever.

Também ontem soubemos mais alguns pormenores do assassinato da jovem Beatriz Lebre. Rúben Couto esteve cinco horas com o cadáver na casa da jovem em Marvila, Lisboa.

Segundo o CM “Rúben limpou o apartamento e arrumou-o depois de cometer o crime. Depois, pelas três horas da madrugada de dia 23, carregou o corpo e só chegou a casa, em Almada, pelas cinco da manhã”.

O jovem, de 25 anos, já perseguia a jovem há muito tempo mas nunca deu indícios de que algo de mal pudesse acontecer. Nunca de arrependeu e confessou à Polícia Judiciária que cometeu o crime por ciúmes.

Rúben também contou onde deixou o corpo e a arma que utilizou. “Os familiares facilitaram as buscas em casa e no carro e o pai pediu-lhe mesmo que colaborasse com as autoridades, assumindo o homicídio”, escreve a mesma publicação.

Beatriz era colega de mestrado de Rúben. A jovem era licenciada em Psicologia pelo ISCTE-IUL e estava a tirar mestrado em Lisboa. Trabalhava na Disney Store do Colombo desde setembro de 2019. Natural de Elvas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui