Início Liga dos Campeões Conceição compareceu em conferência de imprensa mas não teve perguntas

Conceição compareceu em conferência de imprensa mas não teve perguntas

1410
0

Foi provavelmente a conferência de imprensa mais rápida de sempre em Sérgio Conceição participou em toda a sua carreira enquanto treinador.

Os jornalistas estavam presentes via Zoom mas deve ter havido algum problema com a plataforma porque não chegaram perguntas ao técnico portista.

Já tinha falado e bem ao jornalista da TVI, na flash interview: “Tenho um grupo de jogadores bravos, que interpretaram muito bem o que tínhamos pensado para o jogo. Diante de uma grandíssima equipa, com jogadores de nível altíssimo. Tínhamos de estar preparados para sofrer, mas também para criar dificuldades à Juventus. Foi isso que se passou no jogo. Na nossa missão defensiva e ofensiva fomos uma verdadeira equipa“.

Estamos de parabéns. Foi um trabalho fantástico. Não é fácil, depois de aos 55 minutos o Taremi ser expulso… Fomos buscar aquilo que é o ADN do FC Porto. Além da organização e determinação no jogo, que não é fácil, pois sofremos os dois golos, nunca deixámos de acreditar. Esse é o verdadeiro ADN do FC Porto. Os jogadores estão de parabéns, porque fizeram um jogo fantástico nesse sentido”.

“Não. Nunca preparamos a equipa para ficar reduzida. Até porque neste período temos sido mais massacrados com essas expulsões e, principalmente, em dois jogos em Portugal custaram-nos resultados positivos. Hoje tiveram uma inteligência… Às vezes para além do espírito de sacrifício também queremos essa inteligência para perceber o que o adversário está a fazer. Era preciso estarmos precavidos para isso. É normal sofrer contra uma equipa destas, mas de realçar que para além disso criámos oportunidades para fazer golos.”

“Disse que era preciso além da organização, ir buscar um bocadinho mais de cada um. A sua essência, é a paixão que eles têm pelo jogo e o estarem também a jogar os oitavos de final de uma Liga dos Campeões. Eu sei que em Portugal foi muito pouco publicitado o facto de estarmos nos oitavos de final da Liga dos Campeões e a defrontar uma equipa como a Juventus, dando uma olhadela aos jornais, hoje, se não estivesse com muita atenção às pequenas letras não sabia que o FC Porto jogava hoje em Turim com a Juventus. Mas é isso. É dessas situações que também encontramos essa força. Na região norte, no FC Porto e que, no fundo, faz orgulhar todos os portugueses.”

“A nossa função é observar ao máximo a equipa adversária e naquele livre tínhamos três situações de bater. O Sérgio Oliveira optou e foi uma decisão acertada, percebendo que a bola indo na baliza é sempre mais fácil de fazer golo”.

“Pepe, Sérgio Oliveira, mas quero frisar todos os outros. Não podemos esquecer que o Zaidu há dois anos estava no Mirandela, o Loum teve muito poucas oportunidades de aparecer na Liga dos Campeões, o Sarr estava também na equipa B do Chelsea, muitos jogadores jovens e inexperientes. Isso é que é o realce da nossa equipa. Vem realçar mais o valor da equipa, que isso é o mais importante.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here