Início Famosos Inconsolável! Júlio Isidro chora morte de amigo

Inconsolável! Júlio Isidro chora morte de amigo

171
0

DRAMA! Júlio Isidro chora morte de amigo

Continuam as manifestações de tristeza pelo desaparecimento do ator Luís Aleluia, aos 63 anos. Um dos seus grandes amigos, Júlio Isidro mostrou a sua consternação nas redes sociais: “NÃO ME SAI DA CABEÇA… a notícia, que eu desejaria ser a maior mentira do mundo, era verdade. O momento do telefonema na distância, e a confrontação da realidade, visitam-me em cada dia que passa sem ele”.

“Já me senti de luto por tanta gente do meio artístico, mas quando as partidas têm os contornos do inexplicável, chocam pelo inesperado, questionam-nos de porquês. E a saudade corrói de forma diferente. O profissional competente, com trabalho regular, uma família sólida com um projeto de solidariedade para com os artistas mais velhos, carentes de conforto físico e espiritual, a que se entregava com convicção e entusiasmo, rodeado de muitos amigos… decidiu deixar-nos”.

“Não me sai da cabeça. Os dias vão passando e restam apenas em mim as insónias onde lhe faço companhia. Se o mundo gostava tanto do Luís Aleluia, porque é que ele lhe disse adeus? Então, não estava tudo bem? Os abraços sorridentes e calorosos eram despedidas não anunciadas? E nós não pressentíamos? Que dor é essa que nos leva a concluir que a solução é o… nada? Desta vez, foi o meu querido Luís Aleluia, muito bom ator, mas que, só agora, quando o revejo ou ouço, me apercebo de uma mágoa mal representada”.

“A pele do optimista não estava bem vestida. Que escaras purulentas são essas que nos empurram para um adeus precoce? A Casa do Artista vai continuar. Nós estaremos um dia entre Cúmulos e Nímbus a celebrar a eternidade com toda essa gente das artes que os poderes tantas vezes desprezam ou ignoram, excepto quando os artistas são bons figurantes para arrecadar votos de interesse. Hoje, o ‘Inesquecível’ traz à Memória, a Casa do Artista, a Anita Guerreiro, o Luís Aleluia, o TEC e essa coisa bonita, frágil, absorvente, escravizante, que é esta estranha forma de vida.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui