Início Nacional Novas escutas comprometem Luís Filipe Vieira

Novas escutas comprometem Luís Filipe Vieira

434
0

Luís Filipe Vieira deve mesmo ir a julgamento no âmbito da Operação Lex. A notícia foi avançada pela TVI na semana passada e confirmada agora pela revista Visão, que divulga as escutas telefónicas que fundamentam o pedido do Ministério Público, que quer levar o presidente do Benfica a julgamento.

Em causa, Luís Filipe Vieira terá entrada numa troca de favores judiciais. Então, o presidente do Benfica deverá ser acusado por recebimento indevido de vantagem, depois de ter oferecido um cargo importante na Universidade Benfica, em troca de favores para a empresa do filho, que teria 1,6 milhões de euros retidos pelo Tribunal Administrativo e Fiscal de Sintra.

Esse valor teria a ver com impostos e não poderia ser movimentado até ser desbloqueado por uma decisão judicial favorável. Para isso, Luís Filipe Vieira terá falado três vezes com o advogado Jorge Barroso, próximo do juíz Rui Rangel, para que este favorecesse a decisão pretendida pela empresa administrada por Tiago Vieira.

“Vou apertar com o Rangel para ver se ele resolve aquela m….”, ouve-se numa das escutas, de uma conversa telefónica entre Luís Filipe Vieira e Jorge Barroso, no dia 17 de maio de 2017. Há ainda escutas de três outras conversas telefónicas com Jorge Barroso, e um jantar entre todos, no dia 23 de maio do mesmo ano.

Também Fernando Tavares, das modalidades, se envolveu como intermediário neste processo, falando também com Rui Rangel, com essa intenção de favorecimento de uma ação judicial. O crime de Luís Filipe Vieira pode constituir uma pena de três anos de prisão, de acordo com o jornal A Bola.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui